iG

Publicidade

Publicidade
26/08/2010 - 16:10

Técnicas para auxiliar a redução de medidas

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Mais uma vez, obrigado pela participação e pelas sugestões. Sinto muito, mas não vou escrever sobre Ade, já que seu uso é restrito aos fisiculturistas competitivos e este espaço não tem a intenção de abordar esse tema. A propósito, esqueçam que existe Ade.

Novamente sinto-me tentado a comentar uma matéria da revista VEJA, dessa vez sobre alguns procedimentos usados em clínicas de estética e spas para auxiliar a redução de medidas e ajudar a eliminar gordura localizada. A foto é de uma seção de drenagem linfática (fonte: Brasil Escola).

Essas técnicas evoluíram muito nos últimos anos e desde que sejam feitas por profissionais sérios e acompanhadas da “lição de casa”, os resultados têm se mostrado animadores. Mas vamos as condições para que eles realmente funcionem.

Em primeiro lugar, é fundamental entender que só existem duas maneiras de eliminar a gordura que está acumulada sob a pele: ou queimando como energia ou fazendo lipoaspiração. E essas técnicas não fazem nem uma coisa, nem outra. Mas, então, como funcionam?

A gordura, principalmente aquela acumulada há muito tempo, tem uma espécie de membrana, uma capa que dificulta sua mobilização para ser usada como energia. Essas técnicas não invasivas conseguem quebrar essa membrana, tornando a gordura mais líquida e facilitando sua utilização como energia para ser eliminada.

Portanto, é fundamental entender esse ponto. Esses tratamentos facilitam a utilização da gordura como energia, mas para que realmente exista essa utilização é preciso criar demanda.

E para criar demanda é preciso fazer dieta e exercícios. Isso mesmo, sem dieta e exercícios a eficiência desses tratamentos fica comprometida, já que a gordura passa a circular e como não tem utilização pode voltar a acumular sob a pele ou no fígado, causando problemas mais sérios.

Apesar de não ser mágica (já que para emagrecer não existe mágica, não é?), esses recursos podem ajudar principalmente a eliminar aquelas bolsinhas de gordura localizada que teimam em permanecer.

Mas se alguém insistir em fazer tais procedimentos sem fazer dieta e exercícios, tenham certeza que a única coisa que vai emagrecer é o bolso.

Bjs

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Dieta/Alimentação Tags: , , , , , ,
17/08/2010 - 15:16

Controle seus hormônios (e o Photoshop)!

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Hoje vou dar uma pausa nos “presentes da Olivia” para esclarecer algumas coisas. Para começar, gostaria que vocês comparassem as fotos abaixo:


Em uma delas, como devem ter notado, foi usado o Photoshop, e na outra – a “real” -, obviamente não. Sou contra esse tipo de lapidação radical nas imagens, pois quando vemos uma foto retocada ou alterada e não sabemos disso, podemos a impressão de que é muito simples ficar em forma, que essas celebridades “sanfona” emagrecem e tonificam com uma facilidade incrível. Mas sabemos que a realidade é bem mais dura que o Photoshop, vide o exemplo. Não revelarei de quem são as fotos, embora não seja difícil descobrir, porque não quero ser o responsável por essa grande decepção.

E respondendo a dúvida de uma internauta amiga, um dos maiores erros que vocês podem cometer quando estão tentando melhorar o corpo é negligenciar o que chamo de modulação hormonal. Muitas vezes, apesar de estar seguindo corretamente seu programa de treinamento e nutrição, os resultados ficam muito aquém do esperado. A chance disso estar acontecendo por causa de algum desequilíbrio em suas taxas hormonais é muito grande.

Vou listar alguns problemas e quais são os hormônios que podem estar relacionados com a eles:

- Culote: verifique se suas taxas de estrógeno e progesterona estão trabalhando a seu favor. Baixas taxas de testosterona também podem favorecer o acúmulo de gordura nessa região.

- Gordura acumulada na linha de cintura e “pneus”: verifique sua taxa de glicose e, se possível, a resposta de insulina quando consome carboidratos. Problemas nesse processo podem levar a esse acúmulo.

- “Peitinhos” em homens: podem ser causados por problemas na adolescência (aí provavelmente só uma cirurgia corrige), por mau uso de esteróides anabolizantes ou por excesso natural de testosterona, que pode acabar gerando excesso de hormônio feminino como conseqüência.

- Dificuldade em ganhar músculos: isso pode estar associado a taxas baixas de testosterona ou problemas na globulina ligadora, que faz com que a testosterona possa ser efetivamente utilizada pelo metabolismo.

- Dificuldade para emagrecer: muitas vezes isso ocorre por excesso na produção de cortisol, o chamado hormônio do stress. A revista Isto É desta semana tem uma matéria sobre o assunto.

Se acha que algum destes problemas pode estar afetando seu desempenho, procure seu médico e ajuste suas taxas, se for o caso. Só não vale se entupir de comida errada, enganar nos treinos e tentar por a culpa nos pobres dos hormônios!

Bjs

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Famosos Tags: , , , , , , , , ,
10/08/2010 - 16:31

Treino para aceleração do metabolismo

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Com a chegada da Olivia, minhas quatro a cinco horas de sono por noite sofreram uma pequena redução, mas mesmo assim o sentimento é incrível e estou mais inspirado do que nunca!

Seguindo com a sequência “presentes da Olivia”, vou listar um treino incrível, que uso com minhas clientes mais dedicadas. Esse treino tem grande potencial de aceleração do metabolismo, ao mesmo tempo que provoca grande estímulo muscular.

A série é formatada para ser feita quatro vezes por semana, duas vezes cada parte, com um dia de intervalo após dois dias de exercícios. Quando virem a sigla SS significa que esse exercício e o de baixo são feitos sem pausa entre eles, descansando 30 segundos após o segundo exercício.

Treino A – Costas, tríceps, bíceps, posteriores e abdômen
- Tríceps pegada paralela. SS
- Abdominal na gym ball
- Pull over cabo. SS
- Tríceps pulley
- Remada aberta. SS
- Lombar
- Pulley frente. SS
- Rosca bíceps
- Adução. SS
- Leg curl
- 25 minutos de cardio intervalado

Treino B. Peito, ombros, quadríceps e glúteos
- Supino. SS
- Elevação lateral
- Crucifixo. SS
- Desenvolvimento com halter
- Crucifixo inverso
- Abducão. SS
- Leg press
- Afundo
- Mesa extensora
- Gêmeos
25 minutos de cardio intervalado

Todos os exercícios devem ser feitos em três séries, que devem ser feitas com 10 a 12 repetições. Acredite, melhorar é tão simples quanto parece. Siga esse treino se você tem nível intermediário (entre quatro e seis meses de treino).

Rumo a um corpo bonito como o da Cleo Pires na última edição da revista Playboy (foto), que tal? E aguardem um treino para os avançados!

Bjs

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Famosos, Musculação/Academia Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
06/08/2010 - 12:05

Treino para emagrecimento rápido

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Desculpem a rápida pausa, mas minha filhinha, Olivia, nasceu sexta-feira e aquele turbilhão de emoções que vocês podem imaginar tomou conta da minha vida.

Agora ela e minha mulher já estão em casa e estamos muito felizes! o/

Como presente da Olivia para vocês, vou especificar aqui um treino feminino que uso para processos rápidos de emagrecimento.

Claro que é fundamental que o treino esteja acompanhado de uma dieta restritiva e equilibrada. Vamos lá:

Para quem só tem duas vezes por semana, treinar:
- 10 minutos de bike ou esteira até atingir 75% da fcm
- Pulley frente
- Remada aberta
- Elevação lateral
- Supino na máquina
- Tríceps francês ou rosca com halter
- Leg press
- Afundo na máquina
- Extensora ou adução
- Flexora
- Abdominal

Todos os exercícios feitos em três vezes de 12 a 15 repetições, com o que eu chamo de pausa ativa, ou seja, os intervalos entre as séries devem ser feitos na esteira ou bike, em ritmo acelerado, por 45 segundos. Resumindo, não há descanso!

Essa é uma maneira de otimizar o treino, fazendo ao mesmo tempo um trabalho muscular e cardiovascular. Como o treino trabalha o corpo todo, o ideal é que seja feito com dois dias de intervalo, segunda e quinta ou terça e sexta, por exemplo.

É importante também, durante a pausa ativa, manter a freqüência cardíaca nos mesmos 75-80% do início do trabalho.

Ainda esta semana postarei mais presentes da Olivia para vocês, com outros modelos de treinos. =)

Bjs para todos.

Autor: - Categoria(s): Musculação/Academia Tags: , , , , , ,
27/07/2010 - 16:07

Academia para todos!

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

O post anterior, sobre os tipos físicos, teve a intenção de mostrar para vocês como esse aspecto da genética pode influenciar o resultado de um programa de treinamento. Não desanime caso seja um endomorfo, nem fique relaxado se for um mesoformo. Todos precisam de exercícios, mesmo que seja apenas para cuidar da saúde e dos aspectos funcionais do corpo.

E uma matéria publicada domingo no Estadão chamou muito minha atenção e me deixou animado com o futuro do fitness. A reportagem mostrava a ascensão econômica das classes C e D, com vários projetos de redes de academias voltadas para esses segmentos.

Esse, na verdade, também é um projeto que tenho e que em breve devo colocar em ação. Como vocês sabem, por enquanto eu só consigo atender diretamente as classes mais altas com meu programa, embora este canal de comunicação tenha ajudado muito a expandir o meu círculo de contatos e a divulgar meus conceitos e idéias para todo mundo que tenha interesse. Agora quero muito desenvolver um produto maior, mais acessível e eficiente.

Mas o que mais chamou minha atenção na matéria foi a descrição das atividades que serão oferecidas nas academias populares. Segundo os proprietários, era preciso escolher um número menor de modalidades para oferecer, para adaptar a oferta ao custo de operação. Teoricamente, isso significaria oferecer as aulas de ginástica de sala, como localizada.

Qual não foi minha surpresa quando li que eles estão, na verdade, investindo nas salas de musculação e nos aparelhos para exercícios aeróbicos, como esteira e bicicleta! E sabem por que foi tomada essa decisão, mesmo sendo a mais cara? Simples, porque pensaram no resultado que as pessoas obtêm quando fazem musculação em comparação ao que obtêm quando fazem localizada de sala, por exemplo. A conta é simples, quanto mais resultado, mais estímulo de permanecer na academia e no programa.

Como já expliquei mil vezes, os verdadeiros e duradouros resultados são obtidos fazendo musculação com inteligência e completando com exercícios aeróbicos. Mesmo em minha academia , apesar de voltada para um outro público, só haverá atividades que dão resultados rápidos e definitivos, nada de aulinha de localizada nem de abdominal.

Não importa se você é classe A,B,C ou D, gaste seu tempo, dinheiro e energia com inteligência e eficácia e não perca tempo com bobagens!

Bjs

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Musculação/Academia Tags: , , , , , , ,
19/07/2010 - 17:17

Treinamento para diferentes tipos físicos

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Obrigado pelo carinho e pelos elogios em relação a Gra e a Olivia! =)

Como houve vários pedidos a respeito dos treinos para grávidas , sugiro que consultem os posts antigos – agrupados aqui nesse link –, pois já escrevi várias vezes sobre o assunto, de forma bem detalhada.

Vou aproveitar outra sugestão que de vocês e falar sobre os diferentes tipos físicos e as diferenças de programa de treinamento para cada um. Existem três tipos físicos principais:
- Ectomorfo: dstaque para a estrutura óssea
- Endomorfo: destaque para a gordura
- Mesomorfo: destaque para os músculos

Para ilustrar, nas fotos estão os atores Hugo Reyes (o Hurley, da série Lost), Fiuk, Ryan Reynolds e Vin Diesel.

Vamos entender como equilibrar um programa de treinamento para que cada tipo atinja um corpo equilibrado e saudável.

Os ectomorfos tem mais dificuldade em ganhar massa muscular, por isso a musculação deve ser priorizada no programa e, pelo menos durante o primeiro ano, os exercícios aeróbicos devem ser feitos com moderação, para não atrapalhar o ganho de músculos por conta do gasto calórico excessivo. Recomendo que o programa seja montado com 80% de musculação e 20% de aeróbicos.

Os endomorfos tem maior quantidade de gordura , bem como mais dificuldade para queimá-la. Nesses casos existe a necessidade de uma quantidade maior de trabalho aeróbico, embora a musculação seja igualmente importante para modelar o corpo e sustentar o emagrecimento a longo prazo. Recomendo um programa com 50% de cada.

Os mesomorfos são os grandes sortudos, com maior quantidade de músculos e menor de gordura. Mesmo assim correm o risco de ter alguma parte do corpo com músculos demais, como as mulheres de coxas grossas, ainda que musculosas. Nesses casos é importante estabelecer um programa que equilibre isso, diminuindo o estímulo de hipertrofia nesses grupos musculares.

Como base eu recomendo um programa com 60 a 70% de musculação e 30 a 40% de aeróbicos, com os devidos ajustes para cada grupo.

Existem ainda casos de corpos com uma mistura de dois tipos, como os endomesomorfos, que tem facilidade para ganhar músculos mas também dificuldade para perder gordura. Eles exigem um ajuste ainda mais preciso para equilibrar e atingir um bom resultado. É difícil estabelecer uma regra definitiva.

Não usem o tipo físico como uma desculpa para o insucesso, mas como um parâmetro para a elaboração do programa.

Bjs e até o próximo!

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Famosos, Musculação/Academia Tags: , , , , , , , , , , , ,
08/07/2010 - 17:57

A grávida mais linda de todos os tempos

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Quando soubemos há quase nove meses que a Graciella, minha esposa, estava grávida, um turbilhão de emoções e anseios passou por nossas mentes e corações, por varios motivos. Ela já tem dois filhos do primeiro casamento e, apesar de termos conversado com eles sobre o assunto, não tinhamos certeza de como reagiriam.

Além disso, ela duvidava um pouco que a minha opção por não ter filhos tivesse realmente mudado. E principalmente porque ela tinha muito medo de engordar demais e estragar seu corpo irremediavelmente, como já vimos acontecer com pessoas próximas.

Naquele momento era até compreensivel o receio dela, já que eu sou uma pessoa bastante crítica (embora sempre tenha separado o trainer do marido) e convivo diariamente com mulheres em forma e vaidosas.

Então eu disse para ela: “confie em mim, você vai se dedicar e seguir uma dieta balanceada, além de continuar treinando com as limitações e regras que uma gravidez exige, e tenho certeza que ficará muito bem”.

E aqui está o resultado! A Gra não só ficou bem – desculpem a empolgacão -, ela está a gravida mais linda que eu já vi!! Até agora ganhou só 6 kg (34 semanas), não tem nenhuma estria, perdeu gordura por ter sido super disciplinada com a dieta, não ficou inchada nem com excesso de líquido em local algum do corpo e está mais radiante do que nunca para esperar a Olivia. E logo mais seu corpo estará em forma rapidamente e sem stress.

Quero dividir este momento com vocês para, mais uma vez, mostrar que quase nenhuma situação é motivo para ficar relaxado com o corpo, muito menos para entregá-lo para o capeta.

Motivem-se com o exemplo da Gra e vamos com tudo.

As fotos da Gra foram feitas pelo fotógrafo e artista Paulo Mercadante. Gravem esse nome, em breve vocês ouvirão falar muito dele! ;)

Bjs!

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Dieta/Alimentação Tags: , , , ,
28/06/2010 - 11:53

Copa do mundo: menos talento, mais potencial atlético

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Continuam bombando as perguntas sobre whey. Dêem uma olhada nos posts que já fiz sobre esse assunto, com uma visão geral sobre o uso. É impossível responder especificamente cada caso, mas como recomendação geral pensem o seguinte: antes do treino, com intervalo de três horas da última refeição, o resultado é excelente. Após o treino é indispensável que haja a ingestão de um carbo de alta absorção, como frutas, antes de tomar o whey, sob o risco de desperdiçar um produto tão caro. E, claro, os whey variam muito de qualidade (e preço)! Se puder, invista, se não puder, opte por um importado de um laboratório sério. A WW Sports importa produtos de alta qualidade em várias faixas de preço, pesquise no site.

Aproveitando a Copa, vamos falar sobre uma confusão muito comum em academias, inclusive as grandes, e profissionais mal informados: confundir os métodos para treino de hipertrofia, potência e resistência.

Vocês devem ter reparado como esta Copa é física, ou seja, o potencial atlético se destaca sobre o talento. Claro que gostamos mais de ver lances maravilhosos de jogadores talentosos, mas sem um preparo atlético muito bem elaborado é impossível jogar futebol hoje em dia. O treinamento muscular no futebol visa desenvolver força, potência e resistência em maior ou menor grau, dependendo da posição e da pré disposição genética.

Aposto que já ouviram professores falando que para treinar potência é preciso fazer entre 10 e 12 repetições e para treinar resistência entre 15 e 20 repetições. Não é tão simples!

O treinamento de força visa aumentar o volume de carga desenvolvido em cada movimento. Normalmente as repetições são baixas, de uma a seis, e não visa hipertrofia. É o trabalho que dura mais tempo, normalmente é feito no início da temporada.

O treinamento de potência correto se caracteriza pela união dos trabalhos de força e velocidade, não pelo número de repetições. Elas costumam ficar entre 10 e 12, pelo fato de que nessa faixa consegue-se o melhor resultado em repetições explosivas e normalmente realiza-se 12 na primeira série e não se consegue manter esse número nas próximas, já que o importante aqui é unir força e velocidade, um sem o outro não caracteriza potência.

Para terminar, vamos falar de resistência, talvez o treinamento mais erroneamente orientado. Resistência é a capacidade de executar movimentos por tempos prolongados sem perder a eficiência. Para treinar resistência de nada adianta simplesmente fazer altas repetições, como reza o mito. É muito mais importante que se use intervalos de descanso muito curtos, de no máximo 30 segundos, sendo que o ideal é ainda menos que isso.

Se procura treinamento de performance, para melhorar seu desempenho em esportes específicos, use este post como base para fugir das orientações ultrapassadas e erradas.

E vamos junto com o Brasil!!

Bjs

Autor: - Categoria(s): Aeróbico, Corpo/Saúde Tags: , , , , , , , ,
23/06/2010 - 13:59

Anos 2000 têm 'mais mulher' por centímetro quadrado!

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Duas notícias chamaram minha atenção esta semana e aproveito para comentá-las com vocês.

A revista VEJA falou sobre as mudanças no que é considerado um corpo com medidas mais atraentes ao longo do tempo, comparando um exemplo da década de 1990, Luciana Vendramini (ex-Paquita e ex-mulher do RPM Paulo Ricardo), e um dos dias de hoje, que foi Juliana Paes (fotos de Roberto Loffel e Nana Moraes/Boa Forma)

A comparação mostra como as medidas e até o peso corporal das musas atuais são maiores que no passado. Isso, ao meu ver, mostra claramente algumas coisas:

- Poucas mulheres faziam musculação há 20 anos, portanto apenas aquelas agraciadas com a genética e bondade divina tinham alguns poucos músculos. Ou seja, quem tinha corpo bom naturalmente agradecia e reinava, quem não tinha, chorava.

- Com a adesão em massa das mulheres aos programas de treinamento, principalmente musculação, os corpos podem ser modificados, aumentando sua massa muscular e suas medidas. Ou, no mínimo, podem ser lapidados, trocando as antigas gorduras e pelancas por curvas e músculos durinhos (para quem se empenha, lógico, pois o mundo ainda está cheio de pelanca por aí).

- O aumento dos seios com silicone também aumenta as medidas médias, e muitas vezes devolve feminilidade e sensualidade para mulheres que emagrecem, já que normalmente o emagrecimento é acompanhado de perda de volume nos seios.

- Um fator dúbio citado na matéria, que é a maior disponibilidade de comida, pode ocasionar um aumento controlado de medidas para as muito magras ou um desastre para as gordinhas.

Esse é o link com a segunda matéria! Segundo um levantamento do Ministério da Saúde, quase metade dos brasileiros tem excesso de peso. E o aumento é maior entre as mulheres.

Tentando não ser radical, claro que algumas mulheres ficam sexy com curvas mais acentuadas, nem que tenham uma camadinha de gordura extra. Mas tem que ser uma camadinha mesmo, que ninguém se engane com a teoria da gorda sexy e feliz, isso é um mito e só pode ser defendido pelos politicamente corretos (e muitas vezes dissimulados).

Ciência e informação para melhorar o corpo e lapidar a forma estão disponíveis para quase todo mundo, é só querer usar. Ou continuar chorando e reclamando.

Vamos com tudo!

Bjs

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Famosos Tags: , , , , , , , , , , , ,
15/06/2010 - 11:18

Desfilar de biquíni com celulite gritando? Não!

Compartilhe: Twitter

Olá, pessoal!

Continuo recebendo muitas dúvidas sobre whey protein e outros suplementos, e na verdade eles não são tão complexos assim:

- Use whey de alta qualidade em intervalos de refeições ou em refeição pré-treino, quando não há muito tempo para digestão (menos de 1 hora)

- Use as barras de proteína a base whey como refeição intermediária

- Só use creatina se fizer treinos de força ou explosão

- Para os outros suplementos o melhor é consultar um nutricionista com formação esportiva e discutir o uso de acordo com seu programa

Aliás, algumas modelos do Fashion Rio e SPFW deveriam começar a ler este blog e usar minhas orientações para evitar o vexame de desfilar de biquíni com celulite gritando, como Isabeli Fontana e Carol Francischini (fotos), e gordura sobrando. Tentando não ser radical, ou as modelos ficam magras, ainda que com pouco músculo e com corpo seco, ou preenchem suas curvas com músculos. Com gordura e celulite é que não dá!

Não pensem, por outro lado, que estou defendendo as meninas com magreza excessiva ou distúrbios alimentares. Isso, nunca. Mas, para os que pensam que modelo não pode treinar para não ficar “grande”, existem metodologias nas quais você melhora o tônus sem aumento aparente dos músculos.

Pode-se usar um misto de contrações dinâmicas e isométricas, alguns exercícios só com o peso do corpo, como o avanço andando com bastante amplitude e sem peso extra e privilegiar o uso de exercícios isolados em relação aos básicos.

Os relaxados e preguiçosos podem usar o exemplo das modelos fora de forma para se explicar e pensar que “estão na moda”. E os empenhados podem se orgulhar por estarem muito melhor que algumas profissionais das passarelas.

Bjos!

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Dieta/Alimentação, Famosos Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo