iG

Publicidade

Publicidade

13/02/2009 - 11:27

As musas do Carnaval 2009

Compartilhe: Twitter


Luma de Oliveira em 1990 e hoje, Gracyanne Barbosa e Viviane Araújo

Olá, pessoal!

No último post falei para vocês sobre como o pessoal do BBB9 está fora de forma, citando o caso da Priscila, que apesar de malhar parece gordinha e inchada. Seguindo essa linha, nessas últimas semanas duas matérias na imprensa chamaram minha atenção. A revista Veja (Edição 2098, 4 de fevereiro de 2009) trouxe uma matéria com as “musas” do Carnaval 2009, Viviane Araujo, Gracyanne Barbosa e outras mais, comparando-as com Luma de Oliveira 20 anos atrás.

Luma, apesar do corpo bonito e sexy e de sabermos que ela sempre fez ginástica, não exibia músculos exagerados e muito menos inchados. Claro que os tempos são outros e o padrão de beleza também mudou – posso dizer isso de boca cheia , já que admiro e ajudo a esculpir corpos em forma -, mas sempre tive uma preocupação muito grande com o exagero na construção de músculos , principalmente para as mulheres.

Vendo o corpo das musas do Carnaval fiquei com a impressão que elas tentam impressionar mais pelo volume dos músculos do que pela harmonia. Não pude deixar de observar a aparência inflada e artificial daqueles corpos. Entendam: mulheres podem e devem treinar forte, mas com o cuidado de não deixar os músculos ficarem mais visíveis que a sensualidade!

Outra matéria que me chamou a atenção foi publicada pela Folha de S. Paulo (09 de fevereiro de 2009), sobre médicos que receitam anabolizantes para jovens que não precisam desse remédio. É realmente um perigo o uso indiscriminado de anabolizantes, mesmo com acompanhamento médico corre-se o risco de cair em mãos erradas, afinal, o Brasil é o campeão mundial na venda de anfetaminas e muitas vezes são médicos que receitam.

Mas havia na matéria um depoimento de um jovem de 28 anos dizendo que teve problemas terríveis com o uso. Eu até acreditaria se ele não tivesse dito que seu tratamento seria de quatro injeções, uma por semana, e que no dia seguinte a primeira ele já sentia toda a disposição do mundo para treinar e três dias depois seus braços haviam aumentado mais do que em um ano de treino.

Ora, por favor, no dia seguinte o corpo ainda nem percebeu que tomou anabolizante, a não ser pelo efeito placebo! E três dias depois resultado nenhum poderia ser verificado, muito menos comparado ao de um ano de treino.

Em resumo, parabéns pela iniciativa da matéria, por alertar praticantes e tentar coibir médicos inescrupulosos. Mas cuidado com os depoimentos sem cabimento e que acabam prejudicando a credibilidade das fontes utilizadas e do texto.

É isso aí! Bjo e até o próximo post!

Autor: - Categoria(s): Corpo/Saúde, Famosos, Verão Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo